162 – Desafio do Além (1963)


The Haunting


1963 / EUA, Reino Unido / P&B / 112 min / Direção: Robert Wise / Roteiro: Nelson Gidding (baseado na novela de Shirley Jackson) / Produção: Robert Wise (não creditado), Denis Johnson (Produtor Associado) / Elenco: Julie Harris, Claire Bloom, Richard Johnson, Russ Tamblyn, Fay Compton, Rosalle Crutchley


Sabe o livro “1001 Filmes Para Ver Antes de Morrer”, que gerou o filhote “101 Horror Movies You Must See Before You Die” e que inspirou esse blog? Pois bem, seu editor geral, Steven Jay Schneider, encabeçou sua lista de melhores filmes de todos os tempos com Desafio do Além. Isso mesmo, o mega crítico escolheu esse filme dirigido por Robert Wise como o seu preferido de todos os tempos.

Acho um exagero. Mas a fita realmente é um exercício sublime do terror psicológico e do gênero casa mal-assombrada. Junto com Os Inocentes, é uma obra definitiva que moldou a estética dos filmes de fantasma e de velhos casarões com assoalhos rangendo e portas se fechando sozinhas. Wise é discípulo de Val Lewton e durante seu período na RKO, dirigiu A Maldição do Sangue de Pantera (sequência de Sangue de Pantera) e O Túmulo Vazio. Isso o credenciou a MGM a contratá-lo para levar às telas a adaptação do best-seller de Shirley Jackson, A Assombração da Casa da Colina.

Hill House é uma imponente mansão construída pelo milionário Hugh Crain na Nova Inglaterra, que segundo o narrador do início do filme, é uma casa que já nasceu ruim. Isso porque uma sucessão de tragédias acometeu-se àqueles que viveram na casa. Primeiro sua mulher morreu em um acidente de carruagem logo que pôs os olhos na casa pela primeira vez. Crain casou-se novamente e sua outra esposa acabou caindo misteriosamente de uma escadaria. A filha do casal viveu trancada em um quarto de criança a vida inteira até se tornar uma velha debilitada no fim da sua vida, quando contratou uma pessoa para cuidar dela, que a deixou morrer enquanto levava seu amante para a casa e passava o tempo com ele. A tal mulher herdou a casa e mais tarde  acabou se enforcando também. E essa tragédia toda nos primeiros minutos do filme, apenas explicando a maldição que ronda o lugar.

Férias frustradas em Hill House

Tudo isso para o parapsicólogo Dr. John Markway convidar um grupo de pessoas para fazer um experimento na casa e testemunhar os eventos paranormais e poder documentá-los. Um dos escolhidos foi Eleanor Lance, uma mulher com seus trinta e poucos anos, atormentada por ter cuidado por muito tempo da mãe doente, reprimida pela família e sexualmente sozinha e frustrada. É óbvio que com um perfil psicológico como esse, Eleanor seria um prato cheio para os efeitos devastadores da casa mal-assombrada. Além dela, a lésbica Theodore e o jovem Luke, atual herdeiro da mansão, completam o time.

Aos poucos, Eleanor vai perdendo o controle e deixando-se envolver cada vez mais, levando sua sanidade ao fio da navalha, enquanto ouve durante a noite gemidos e sussurros de crianças e sente a presença maligna do lugar. E ao invés da produção insistir em sustos baratos e aparições fantasmagóricas, tudo fica apenas subentendido, balançando na tênue linha do que é real e o que é fruto da imaginação de Eleanor e dos demais residentes enclausurados em Hill House. Muito do efeito do filme é mérito de Wise, que brinca com os personagens, principalmente com os solilóquios de Eleanor, e mantém sua câmera claustrofóbica dentro da casa.

Se você por um acaso achou essa história conhecida, é porque assim como eu, já deve ter assistido antes o malfadado remake desse filme, lançado em 1999 que no Brasil ganhou o nome de A Casa Amaldiçoada, com Lian Neeson e Catherine Zeta-Jones no elenco. E o maior contraponto com relação a Desafio do Além, é que é um dos PIORES filmes de terror já feitos em todos os tempos. Até levou a Framboesa de Ouro daquele ano. Já Robert Wise, que mais tarde dirigiria filmes como Amor, Sublime Amor e A Noviça Rebelde (??!!!), foi indicado ao Globo de Ouro de melhor diretor.

A casa não está limpa!



Marcos Brolia
Marcos Brolia
Jornalista, editor e idealizador do 101HM, é fanático por filmes de terror (ah, vá!) desde que se conhece por gente, dos classudos aos mais bagaceiras. Adoraria ter um papo de boteco com H.P. Lovecraft e virar um shot toda vez que ele falasse a palavra “indizível”.

0 Comentários

  1. […] do gênero casa mal-assombrada, bebendo na fonte de outras obras imortais como Os Inocentes e Desafio do Além, mas adquirindo o seu próprio toque pessoal. A direção soberba de Amenábar, que explora todos […]

  2. Alana De Carvalho disse:

    O que estou achando muito interessante na lista que o sr. elaborou foram as escolhas pelos filmes originais de remakes vistos por muitos durante as madrugadas dos anos 90 e que poucos sabiam que existem. Eu mesma estou perplexa! rs Já é o terceiro ou quarto filme que reconheço o enredo por ter visto a refilmagem. O que prova uma vez mais que os filmes antigos são os melhores – já que as grandes obras das duas últimas décadas nada mais são do que roteiros destes mesmos filmes do começo a meados do século passado reaproveitados e inseridos num contexto mais atual.

    • Marcos Brolia marcosefe disse:

      Puxa Alana, muito obrigado pelo seu elogio. Fico muito feliz com seu comentários (todos eles, na verdade), pois é essa mesma a intenção do blog: essa troca de ideias, mostrar os filmes de terror / suspense que são imprescindíveis na minha opinião!

      E são vocês leitores que me motivam a fazer essa lista maluca gigante, assistir a um tonelada de filmes e escrever os textos sobre esses filmes.

      Continue acompanhando o blog, comente sempre que quiser, concordando ou discordadno. Ainda há muitos filmes legais para entrar nessa lista.

      Grande abraço.

  3. […] copiados e aproveitados futuramente em outras célebres produções do gênero, como Os Inocentes, Desafio do Além e exemplos recentes, como Os […]

  4. […] A Sétima Vítima e A Morta-Viva, tem na direção o diretor Robert Wise, o mesmo de filmes como Desafio do Além, O Dia que a Terra Parou e A Noviça Rebelde […]

  5. […] A Assombração da Casa da Colina, de Shirley Jackson e sua adaptação para o cinema, o seminal Desafio do Além. Na verdade Matheson era confesso admirador do livro de Jackson e do filme. Por isso, resolveu […]

  6. […] que funciona no subgênero. E mais é ver influências rasgadas de clássicos como Os Inocentes, Desafio do Além e A Casa da Noite Eterna, e antecipando tendências vistas em grandes clássicos que ainda sequer […]

  7. […] copiados e aproveitados futuramente em outras célebres produções do gênero, como Os Inocentes, Desafio do Além e exemplos recentes, como Os […]

  8. […] parece ter influenciado muito da estética de algumas produções vindouras, como por exemplo, Desafio do Além, de Robert Wise, que também tem pessoas confinadas em uma casa convidadas por alguém, e um […]

  9. […] do gênero casa mal-assombrada, bebendo na fonte de outras obras imortais como Os Inocentes e Desafio do Além, mas adquirindo o seu próprio toque pessoal. A direção soberba de Amenábar, que explora todos […]

  10. […] Amityville fica muito aquém de outras produções de casas mal-assombradas lançadas antes, como Desafio do Além, A Casa da Noite Eterna ou A Mansão Macabra. Mas como disse, é um clássico, faturou 86 milhões […]

  11. gustavo disse:

    A Casa Amaldiçoada, com Lian Neeson e Catherine Zeta-Jones é realmente uma tragédia de tão ruim……

  12. andressa disse:

    Nao consigo fazer o download de nenhum filme… clico pra baixar arquivo e acaba fazendo o download de não sei o que! dmg?
    se puderem me ajudar agradeço!

  13. Olá parabéns pelo blog, sem dúvidas o melhor que já vi do gênero… este filme é um dos que são “zoados” no Todo mundo em pânico 2?

  14. Cadê o Link de Download???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *