386 – Armadilha para Turistas (1979)

tourist-trap-trampa-turistas-1979-poster

Tourist Trap

1978 / EUA / 90 min / Direção: David Schmoeller / Roteiro: David Schmoeller, J. Larry Carroll / Produção: J. Larry Carroll, Leonard Baker e Michael Wolf (Produtores Associados), Charles Band (Produtor Executivo) / Elenco: Chuck Connors, Jocelyn Jones, Jon Van Ness, Robin Sherwood, Tanya Roberts, Dawn Jeffory

 

Nos primórdios do slasher, lá nos idos do final dos anos 70, eis que surge um interessante e subestimado Armadilha Para Turistas, que pode parecer bastante clichê se visto pelos olhos de um espectador atual, mas que funciona bem dentro do seu propósito. O próprio Stephen King o classificou com “um clássico obscuro” em seu livro Dança Macabra. Então, podemos confiar.

Só para que esse leitor atual entenda mais facilmente a tônica do filme, Armadilha Para Turistas é uma mistura de O Massacre da Serra Elétrica com A Casa de Cera (a nova versão, e não o clássico com Vincent Price) e pitadas de Carrie – A Estranha. Explico: ele pega os elementos do seminal filme de Tobe Hooper, coloca dentro de um bizarro museu de manequins de beira de estrada e ainda na receita do bolo adiciona um serial killer psicopata e com poderes telecinéticos.

A estrutura narrativa será clássica dos filmes slasher, ajudando a manter o padrão que seria repetido à exaustão durante toda a próxima década, até espremer o bagaço do subgênero: o carro com um grupo de jovens quebra no meio de nada e eles vão parar no lugar errado, pedindo ajuda para a pessoa errada. Simples assim. Depois da gênese em Noite de Terror de Bob Clark e o sucesso estrondoso de Halloween – A Noite do Terror de John Carpenter, eis que se viu aí um nicho para atrair os jovens para levar alguns sustos no cinema e criar aí um hall de ilustres assassinos do cinema de terror.

Ela tem um rosto de boneca!

Ela tem um rosto de boneca!

Pois bem, seis jovens resolvem pegar a estrada e o carro de um deles fura o pneu no meio do nada. Woody (Keith McDermott) sai em busca de um posto de gasolina para tentar recauchutar o pneu. Aparentemente o posto está deserto, mas ao entrar, ele descobre diversos manequins bizarros e de repente vários objetos são jogados sobre ele, por alguma força misteriosa, até que ele é morto com um cano de metal atravessando seu peito.

Eileen (Robin Sherwood) estava no carro com Woody e é alcançada por um grupo de mais três pessoas, que viajavam em carros separados: Becky (Tanya Roberts), Jerry (Jon Van Ness), Tina (Dawn Jeffory) e Molly (Jocelyn Jones). Eles resolvem procurar por Woody, mas adivinhem? O carro deles também quebra no meio do deserto. Nisso eles avistam uma “armadilha para turistas”, termo que se refere a atrações supervalorizadas que atraem turistas desavisados que perdem tempo e dinheiro por lá. Essa armadilha é o museu de manequins do simpático, porém esquisito, Sr. Slaussen (Chuck Connors), que se mostra solicito em ajudar os jovens a arrumar seu carro.

Daí já sabe né? Um por um vai começar a desaparecer enquanto xeretam as redondezas até descobrirmos uma trama insana de traição, vingança e assassinato na família de Slausser (envolvendo seu irmão, que construía aqueles manequins e sua esposa) e uma penca de problemas psicológicos oriundos disso. Agora pense: se um serial killer já é dureza, com poderes telecinéticos ainda é apelação, tipo voadora e rasteirinha no canto!

Ah, esses rednecks psicopatas...

Ah, esses rednecks psicopatas…

E como se não bastasse isso, o sujeito é daqueles realmente insanos, que gosta de torturas e jogos psicológicos, usando máscaras de plástico parecendo um bizarro manequim vivo e gosta de dar movimento aos bonecos inanimados (incluindo aí uma sinistra réplica da esposa que deixa exposta em seu museu) usando seus poderes paranormais. Entre as mortes, destaque para a coitada Tina que é sufocada com uma máscara de gesso aplicada pelo assassino mascarado ainda com vida.

Algumas comparações com O Massacre da Serra Elétrica são inevitáveis, como o próprio assassino mascarado (que ganhou o apelido de Plasterface – cara de gesso) e todo o ambiente do museu e de sua casa, muito pelo fato da direção de arte do longa ser assinada por Robert A. Burns, o mesmo que trabalhou no filme de Tobe Hooper. Ele foi o responsável também pelos efeitos especiais, de maquiagem, a criação dos manequins e também pelas suas assustadoras “atuações”. Destaque também para a trilha sonora do italiano Pino Donaggio (que embolsou um sexto do orçamento para tal), que mistura além da música de suspense habitual deste tipo de filme, alguns elementos de molas e objetos de corda, que contribuiu com um ar ainda mais estranho e sinistro para a produção.

Armadilha para Turistas acabou levando uma censura R do MPAA, o que atrapalhou demais seu sucesso comercial que só foi ganhar seu verdadeiro status cult por conta das reprises na televisão durante os anos 80 e 90 (inclusive aqui no Brasil). A dupla David Schmoeller (diretor) e Charles Band (produtor executivo) voltariam a trabalhar juntos novamente e brindariam os fãs do terror com outros clássicos, entre eles Bonecos da Morte, lançado 10 anos depois e que daria origem a franquia O Mestre dos Brinquedos.

Inquisição

Inquisição

Serviço de utilidade pública:

O DVD de Armadilha Para Turistas não foi lançado no Brasil.

Download: Torrent + legenda aqui.


Marcos Brolia
Marcos Brolia
Jornalista, editor e idealizador do 101HM, é fanático por filmes de terror (ah, vá!) desde que se conhece por gente, dos classudos aos mais bagaceiras. Adoraria ter um papo de boteco com H.P. Lovecraft e virar um shot toda vez que ele falasse a palavra “indizível”.

23 Comentários

  1. mnasom disse:

    Baixei o filme!Po! No decorrer do filme tem uns caras narrando em off…isso `e do filme mesmo?tem como tirar isso?

    • Sério? Quando eu assisti não teve narração nenhuma? Será que é uma faixa de áudio com comentários do diretor? Tenta ver no seu player. Aí é só desabilitar ou escolher outra faixa se for assim

      Abs

      Marcos

      • mnasom disse:

        Isso mesmo uma faixa de audio com comentarios do diretor e outros em ingles. Vou tentar mudar o audio..muito chata essa narracao em off,ficam zoando as cenas,atrapalhando muito o filme.Vlw

  2. Guilherme disse:

    Meu favorito!!!!!! O filme que aterrorizou toda a minha infância e adolescência, e que até hoje, na minha idade adulta, ainda continua me assombrando. E a minha mãe, coitada, embarcou junto nessa, rs!!, ela tem pavor absoluto desse filme, ela não pode nem mesmo escutar a música dos créditos iniciais que ela casca fora na hora, rs!! Esta obra-prima do horror está tão entranhada na minha vida que é praticamente uma parte de mim. E ele não é somente o meu filme de terror favorito mas também o meu cult movie predileto, ao lado de “Videodrome”. Você está de parabéns, Marcos, por desenterrar pra gente mais uma pérola do gênero, o filme de terror mais subestimado de todos os tempos, junto de “A Sentinela dos Malditos”. Mas vale dizer que ele é um dos favoritos de Stephen King, o que certamente não deixa de ser um elogio e tanto, né.

    • Pois é Guilherme. Lembro quando você tinha perguntando se ia rolar o post deste filme e aí está. Legal, não sabia desse seu envolvimento emocional com ele. Muito bacana essas filmes que a gente tem história para contar e nos marcam bastante. Também acho um excelente e subestimado filme.

      Ô baita elogio, ser um dos filmes preferidos do mestre.

      Obrigado por comentar.

      Abs

      Marcos

  3. […] Leia mais sobreo filme no 101horrormovies […]

  4. raphael de araujo disse:

    putz, realmente fica um cara comentando de fundo. to seco pra ver esse filme

  5. raphael de araujo disse:

    Olha, sou bem leigo nisso tudo, mas no Bs PLayer não tinha nada e eu gosto de assistir na TV e lá tbm não tinha opção. Sei que deve dar um pouco de trabalho, mas se puder reupar o filme para que outras pessoas que venham baixar não tenha esse incomodo. Aproveitando… Conheci teu site não tem uma semana e posso dizer que é o melhor pra se baixar filmes de terror que já vi, suas resenhas são 10. Abração e continue com esse ótimo site.

    • Vixe que doideira! Baixei o filme e vi as bobagens dos comentários, e nem dá para desabilitar mesmo.

      De qualquer forma, já upei outro arquivo. Desculpem aí a mancada.

      Poxa, obrigado mesmo Raphael. Fico feliz pelo elogio e que você curta baixar os arquivos por aqui e ler as resenhas.

      Grande abraço.

      Marcos

  6. Eduardo Farias disse:

    Ótima resenha! Lembro muito bem deste clássico e de suas inúmeras reprises na saudosa TV Manchete, lá pelo começo dos anos 90. Minha irmã e eu costumávamos assistir o programa “Acredite Se Quiser”, que era um festival de bizarrices apresentado pelo ator Jack Palance e isso servia de “aquecimento” para estas pérolas cinematográficas que vinham na sequencia. “Armadilha para Turistas” é um baita de um filme, com um enredo simples mas com um clima eficiente de suspense, sobretudo pela trilha sonora e pelos surreais manequins. Marcou meu começo de adolescência e se tornou um dos meus “filmes de cabeceira”. rs Na época eu lembro de ter gravado da TV mas acabei apagando a fita. Bem depois, louco para revê-lo, iniciei uma busca por este clássico por várias locadoras da minha cidade mas nada… Alguns diziam que a fita estava fora de catálogo outros que nunca havia sido lançado em VHS. Enfim, acabei importando o DVD gringo, sem legenda. Há pouco tempo atrás adquiri com um colecionador um DVD “autorado”, com a opção da velha dublagem da Herbert Richers. Daí o saudosismo correu solto…rs Abraço!

    • Grande, Eduardo.

      Obrigado mais uma vez!! Seus comentários contando suas experiências com os filmes são ótimos! E isso que é o mais bacana do blog, os leitores repassando suas experiências.

      Grande abraço!

      Marcos

      • Eduardo Farias disse:

        Que isso! Pra mim é um prazer poder contribuir de alguma forma para este blog tão completo. Só para concluir a história, eu tive o grande prazer de conhecer pessoalmente o diretor David Schmoeller durante uma sessão comentada do “Tourist Trap” no FANTASPOA, Festival de Cinema Fantástico de Porto Alegre, em 2012. No final da sessão eu levei meu DVD pra ele autografar, tirei uma foto com ele e aproveitei pra trocar uma rápida ideia, me virando com o meu inglês “enrolation”. Não é que ele me disse que estava pensando seriamente em fazer uma refilmagem do “Armadilha”, e só estava correndo atrás de quem bancasse esta empreitada? Olha, eu não lembro do que eu disse pra ele na hora, mas agora, pensando cá com meus botões, eu sinceramente espero que ele tenha mudado de ideia… Remakes me dão medo (no mal sentido) rsrs

  7. […] inigualável Empire Pictures. Band foi um dos campeões do trash que surgiu produzindo o clássico Armadilha Para Turistas e daí pra frente nos brindou com pérolas como Re-Animator – A Hora dos Mortos-Vivos, Do Além, […]

  8. […] de José Mojica Marins em O Estranho Mundo de Zé do Caixão e até os manequins macabros de Armadilha Para Turistas (produzido pelo próprio Charles Band). Mas o problema é que apesar de alguns dos efeitos […]

  9. Vai rolar algum da série do Mestre dos Brinquedos ou até mesmo do supracitado Bonecos da Morte? Esses eu adorava porque já estava na fase adolescente machão e tinha culhões pra encarar os filmes. xD

  10. […] Porque o primeiro trabalho de ambos juntos fora dez anos antes deste lançamento, no decentíssimo Armadilha Para Turistas, que tinha lá seus bonecos de manequim bizarros. Dois anos antes, Band e sua Empire Pictures […]

  11. Bbt Passos disse:

    oi, bom dia! o link esta quebrado!

  12. Ana disse:

    link quebrado ))):

  13. […] Serra Elétrica, há dois anos. Na verdade, parando para pensar, A Casa de Cera tem muito mais de Armadilha Para Turistas do que o original o qual ele rouba o […]

  14. Rob Zombie deve ter se inspirado nesse Filme, pra criar o A casa Dos 1000 Corpos, pelo menos a primeira parte do Filme lembra bastante!!!!!!

  15. Jana Henriques disse:

    Pow queria baixar, mas aparece essa mensagem no 4shared: O link para o arquivo que você solicitou não é válido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: