530 – Creepshow 2 (1987)

creepshow_2_poster_01

Creepshow 2

1987 / EUA / 92 min / Direção: Michael Gornick / Roteiro: George A. Romero (baseado nas histórias de Stephen King) / Produção: David Ball; Mitchel Gallin (Produtor Associado); Richard P. Rubinstein (Produtor Executivo) / Elenco: Domenick John, Tom Savini, George Kennedy, Dorothy Lamour, Don Harvey, Daniel Beer, Lois Chiles, David Beecroft, Tom Wright

 

Creepshow 2 (que no Brasil também ganhou o título de Show de Horrores) é tão bom quanto o primeiro. Na verdade acredito que os dois se completam e assistir as cinco histórias de Creepshow  e logo na sequência os outros três segmentos da continuação, é uma excelente pedida.

George A. Romero não dirige este daqui, que ficou por conta de Michael Gornick, mas assina o roteiro baseado em três histórias do mestre Stephen King, seguindo aquela mesma homenagem rasgada aos quadrinhos da EC Comics que influenciaram sua infância (e uma penca de outros artistas, escritores e cineastas de sua geração).

O prólogo que servirá como elo de ligação entre as histórias traz o jovem Billy (Domenick John) ansioso por pegar seu exemplar mensal da revista Creepshow, entregue pelo sinistro The Creep (interpretado pelo mestre da maquiagem Tom Savini, responsável pelos efeitos visuais do primeiro filme). Após uma abertura em live action, a animação toma conta para mostrar o covil de Creep (agora com a voz de Joe Silver) alimentando seus lagartos de animação e narrando para o espectador os três contos.

O primeiro é “Old Chief Wood’nhead”, que traz o ator Geroge Kennedy como Ray Spurce, um velho dono de uma loja de conveniência em uma cidade do deserto que está sofrendo com a falta de clientes e o abandono da cidade, junto de sua esposa, Martha (Dorothy Lamour). Na varanda da loja há uma estátua do Velho Chefe Cabeça de Madeira, querida e cuidada por Ray há mais de trinta anos. Durante um assalto ao local, orquestrado por Sam Whitemoon (Holt McCallany) sobrinho de um chefe indígena local, o casal de idosos é baleado e morto. Os três meliantes preparam sua fuga para a Califórnia quando o Velho Chefe Cabeça de Madeira ganha vida e sai em uma expedição guerreira para se vingar dos antigos donos e escalpelar os meliantes.

Vamos brincar de índio...

Vamos brincar de índio…

O segundo conto é o interessantíssimo (e meu preferido) “The Rack”, onde quatro estudantes universitários decidem nadar em um lago numa idílica tarde de verão. Eles resolvem fazer sua travessia a nado até uma jangada que flutua no meio do lago, sem imaginarem que ali ficarão encurralados por uma mancha negra carnívora flutuante. Esse é o conto mais visceral dos três, com aquela crosta predadora maligna devorando os rostos, corpos e membros dos jovens, incluindo a fantástica cena de quando um garotão tenta bulinar uma das moças durante o seu sono e inadvertidamente a coloca à mercê da gosma, que se infiltra através das fissuras da jangada e arranca um pedaço de sua face. Mas além de tudo, o ponto alto do segmento é quando ao final, vemos ironicamente uma placa escrita “Não nade” pouco visível atrás de um monte de arbustos.

O piche assassino

O piche assassino

Encerra a antologia com “The Hitchhiker” onde uma empresária adúltera (Annie Lansing, papel de Lois Chiles) precisa chegar em casa antes do marido para não dar pinta da sua pulada de cerca e no caminho a milhão ela acidentalmente atropela um caronista (Tom Wright). Praticando um típico hit and run ela foge em disparada à noite, só para ser atormentada pelo caroneiro morto em busca de vingança gritando “obrigado pela Carona, senhora” durante toda a viagem até sua casa.

Obrigado pela carona...

Obrigado pela carona…

Nos interlúdios em animação e em seu epílogo, Billy recebe um pacote de uma encomenda comprada dos classificados da HQ, tratando-se de sementes de uma planta carnívora de verdade, é cercado por uns valentões que o perseguem de bicicleta, até que outras plantas carnívoras erguem-se entre ervas daninhas e devoram os malfeitores, tudo assistido por Creep que gargalha de satisfação.

Uma curiosidade é que originalmente, assim como o primeiro filme, Creepshow 2 deveria conter cinco contos, porém dois deles acabaram sendo descartados no final: “Pinfall” sobre dois times de fantasmas rivais no boliche e “The Cat From Hell” sobre um gato do mal, que fora usado posteriormente em outra antologia, Contos da Escuridão.  Ainda em 2007 um terceiro Creepshow foi lançado, mas sem qualquer ligação com King ou Romero.

NOT approved by the Comics Code Authority

NOT approved by the Comics Code Authority

Serviço de utilidade pública:

Compre o DVD de Creepshow 2 aqui.

Download: torrent + legenda aqui.

 


Marcos Brolia
Marcos Brolia
Jornalista, editor e idealizador do 101HM, é fanático por filmes de terror (ah, vá!) desde que se conhece por gente, dos classudos aos mais bagaceiras. Adoraria ter um papo de boteco com H.P. Lovecraft e virar um shot toda vez que ele falasse a palavra “indizível”.

0 Comentários

  1. Celle disse:

    O segundo conto também é o meu favorito, era o que mais lembrava do tempo em que vi no canal TNT.

  2. Paulão Geovanão disse:

    ASSISTI QUANDO ERA CRIANÇA E ADORAVA O PRIMEIRO SEGMENTO. MAS, REVENDO DEPOIS DE ADULTO, ACHO UM DOS MAIS FRACOS. O SEGUNDO É MELHOR COM CERTEZA

  3. Diego Lobato disse:

    Lembrando que o 2º conto é baseado no ótimo livro de contos do Stephen King – Tripulação de Esqueletos – e que tem um final diferente no livro(mas prefiro o final do filme mesmo)

  4. […] Contos da Escuridão é mais um filme que segue a linha daquelas famosas antologias de contos de terror, inspirado na série homônima, “Tales from the Darkside”, exibida na TV americana de 1983 a 1988, que na verdade parece mais uma espécie de continuação não oficial de Creepshow – Show de Horrores e sua sequência, Creepshow 2. […]

  5. RENATO disse:

    ASSISTI NA TV GLOBO NUMA SEGUNDA FEIRA DE 1992 INÉDITO,ME DEIXOU UM GOSTINHO DE QUERO MAIS,O SEGUNDO SEGMENTO É O MELHOR DE TODOS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: