615 – Criaturas 3 (1991)

critters3

Critters 3

1991 / EUA / 86 min / Direção: Kristine Peterson / Roteiro: David J. Schow; Rupert Harvey, Barry Opper (história) / Produção: Rupert Harvey, Barry Opper; Mark Ordesky (Produtor Associado) / Elenco: John Calvin, Aimee Brooks, William Dennis Hurt, Nina Axelrod, Leonardo Di Caprio, Don Keith Opper

Você está ligado por que Leonardo Di Caprio nunca ganhou um Oscar®, né? Por mais que ele tente, e se supere e faça papeis fodas em filmes fodas, aposto que a galera da Academia que vota nos vencedores, toda vez que ele concorre ao careca dourado, deve assistir Criaturas 3 e negar o prêmio para o azarado ator.

Mas olha vou falar a real aqui: Criaturas 3 é melhor que Titanic. E olha que o filme é um chute nos bagos. Todo o “charme” do primeiro e do segundo filme vão para o espaço em uma típica sequência caça-níqueis, que troca Grover’s Bend por um prédio de apartamentos, mas recauchuta praticamente as mesmas situações, incluindo aí as jocosidades das bolas de pelos carnívoras com comida e produtos de limpeza.

Uma família de férias, formada pelo viúvo Clifford (John Calvin) e seus filhos, Annie (Aimee Brooks) e Johnny (papel dividido pelos gêmeos Christian e Joseph Cousins, que não são primos, RÁ!) estaciona em uma área para trailers para trocar o pneu de sua camionete, num local próximo a Grover’s Bend, e lá os jovens conhecem Josh, papel de Leo, e o caçador de recompensas Charlie (mais uma vez vivido pelo clone do Arnaldo Antunes, Don Opper), que ainda está na Terra para livrar o universo de uma vez por todas daquelas pragas espaciais. Claro que Charlie é dado como louco craqueiro, mas entrega um cristal que avisa da presença dos Critters para o pequeno Johnny.

Num ganhei o Oscar...

Num ganhei o Oscar…

Voltando para a pocilga em que vivem, Clifford, Annie e Johnny descobrem que seus vizinhos estão sendo despejados, para que o ganancioso e insensível senhorio do prédio, Mr. Briggs (William Dennis Hurt), cujo qual na maior coincidência de todos os tempos é o padrasto de Leo Di Caprio, possa vender o lugar e faturar uma grana com a especulação imobiliária e montar um condomínio de luxo.

Acontece que durante a viagem, acidentalmente alguns ovos de Critters foram levados juntos e logo irão chocar e as criaturinhas espaciais começarão a matar os moradores daquele conjunto habitacional, e Clifford e seus filhos, Josh, a trabalhadora da companhia telefônica, Marcia, (Katherine Cortez), a encalhada Rosalie (Diana Bellamy), o casal de velhinhos Sr. e Sra. Menges (Bill Zuckert e Frances Bay), precisam fugir e lutar por suas vidas, auxiliados ao sempre desastrado Charlie que vem ao socorro por conta do chamado do cristal que dera ao garotinho outrora.

Voltam para os efeitos especiais os criadores do visual dos monstrengos e responsáveis pelos efeitos especiais do primeiro Criaturas, os irmãos Chiodo, aqueles mesmos de Palhaços Assassinos do Espaço Sideral. Então no quesito FX, Criaturas 3 continua bem servido, e as bolas de pelos continuam ameaçadoras com seus olhos vermelhos, dentes pontiagudos, espinhos venenosos e aquele característico movimento do Sonic para correr atrás de suas vítimas.

Criaturas 3 também foi filmado junto do vindouro Criaturas 4, os dois ao mesmo tempo, para economizar tempo e grana. Por isso aquele final vagabundo, onde durante os créditos, vemos Charlie tentando localizar os últimos ovos de Critters no porão do prédio, e alertado por seus superiores intergalácticos (aí em uma ponta Terrence Mann como Ug, o outro famoso caçador de recompensas, conhecido da geral desde o primeiro filme) de que se ele fosse destruído, a raça seria extinta de vez do universo, e por isso o ovo deveria ser preservado e levado de volta para a nave. Daí o filme acaba toscamente com um TO BE CONTINUED, e somos levados ao pavoroso quarto filme que encerrou a franquia.

Mó farra

Mó farra

Serviço de utilidade pública:

Compre o DVD de Criaturas 3 aqui.

Download: Torrent + legenda aqui.


Marcos Brolia
Marcos Brolia
Jornalista, editor e idealizador do 101HM, é fanático por filmes de terror (ah, vá!) desde que se conhece por gente, dos classudos aos mais bagaceiras. Adoraria ter um papo de boteco com H.P. Lovecraft e virar um shot toda vez que ele falasse a palavra “indizível”.

0 Comentários

  1. Papa Emeritus disse:

    Não é difícil um filme ser melhor que Titanic (hahahahaha). Difícil é o Leonardo Di Caprio ganhar o Oscar (rá pra você). kkkkkkkkkkkkk.

    Apesar de tudo ele é um ótimo ator.

    Agora, nunca fui muito fã da franquia Criaturas. Apesar dos dois primeiros filmes serem legais.

  2. Billy Zane aparece no primeiro “Criaturas”
    Leonardo Di Caprio no terceiro
    Já já vão dizer que foram esses bichos aí que afundaram o Titanic

  3. […] diferente, uma vez que o anterior já fora uma porcaria. Criaturas 4 consegue ser ainda pior que Criaturas 3, e escancara de vez a trasheira da […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: