67 – A Ameaça Que Veio do Espaço (1953)

POSTER - IT CAME FROM OUTER SPACE (3)


It Came from Outer Space


 1953 / EUA / P&B / 81 min / Direção: Jack Arnold / Roteiro: Harry Essex, Ray Bradbury (história) / Produção: William Alland / Elenco: Richard Carlson, Barbara Rush, Charles Drake, Joe Sawyer, Russell Johnson


Filme B de sci-fi do mais alto gabarito. Isso é A Ameaça que Veio do Espaço, um dos mais perfeitos exemplos de qual era a tônica dos filmes de terror e ficção científica que foram produzidos pós bomba atômica e plena Guerra Fria contra os soviéticos.

Em A Ameaça que Veio do Espaço fica escancarado os dois piores medos dos americanos naquele exato momento da geopolítica mundial: primeiro o medo da dominação comunista, detentores das mesmas armas nucleares que os yankees possuíam; segundo, que essas armas, que ao invés de darem conforto para a população estabeleceu uma situação de paranoia generalizada, fossem usadas contra eles.

Seguindo o costume de fita sobre invasão alienígena, A Ameaça que Veio do Espaço lotou as salas de cinema em que foi exibido, e foi o primeiro filme 3D da história da ficção científica. Alimentando os temores do público, baseado numa história do mestre Ray Bradbury, aqui somos apresentados a um astrônomo, John Putnam (interpretado por Richard Carlson) e sua namorada, Ellen Fields (Barbara Rush), testemunhas oculares da queda de um objeto incandescente vindo do céu, no meio do deserto. Ao investigar o ocorrido, pensando se tratar de um asteroide, Puntam acaba se deparando com uma nave alienígena que se acidentou no local, e que trazia consigo uma terrível criatura, que logo acabou sendo soterrada por uma avalanche.

Criatura essa que eu não consigo explicar muito bem o que é. Imagine uma massa disforme com um gigante olho no meio. É mais ou menos por aí. Então o alienígena começa a vagar pela cidade, raptando os moradores e criando cópias dos locais, pois sabiam que suas verdadeiras aparências assustariam toda a comunidade, e passam a usá-los  para ajudá-los a reconstruir sua nave e picar a mula deste planeta.

Comunistas...ops, alienígenas à espreita

Comunistas…ops, alienígenas à espreita

Mas claro que a coisa não vai correr de forma tão simples. Puntman começa uma investigação particular para tentar descobrir o plano dos visitantes espaciais forçados, e é desacreditado por todos os moradores da cidade, sendo motivo de xacota, principalmente do xerife Matt Warren (Charles Drake), que arrasta uma asa para Ellen, comprometida com Puntman.

Até Puntman conseguir convencer Warren que ele está certo e realmente o local é palco de uma invasão extraterrestre vai quase o filme todo, e mais e mais pessoas vão sendo abduzidas e “copiadas”, até acontecer o mesmo com Ellen. Mas enquanto no final das contas ele tenta ajudar os alienígenas, que caíram por acidente no planeta e só querem ir embora, toda a população vai ser tomada por um ódio xenófobo incontrolável e querer destruir os visitantes de qualquer jeito, alimentando no filme a mensagem sobre tolerância e convívio pacífico racial.

Os seres espaciais são poucos vistos durante todo o filme. E ainda bem, porque eles são mal feitos de doer. O grande lance é que o diretor Jack Arnold (que também dirigiria futuramente outros clássicos como O Monstro da Lagoa Negra e O Incrível Homem que Encolheu) conseguiu manter um clima de tensão durante o thriller, sugerindo sempre muito mais do que mostrando, principalmente quando assumimos o lugar do alienígena e vemos através de seu olho gigante. Outro destaque vai para a trilha sonora, que utiliza pontualmente o instrumento theremin nas cenas em que os alienígenas aparecem, criando um som agudo e longo que se tornaria característico nesse tipo de produção, sendo eternamente associado ao gênero (aquele mesmo que uso na abertura do Horrocast, sabe?).

Produzido pela Universal Pictures, outrora casa dos monstros, com um orçamento de 800 mil dólares, A Ameaça que Veio do Espaço é prato cheio para os fãs de ficção científica nenhum botar defeito. Ainda a atriz Barbara Rush levou um Globo de Ouro como atriz revelação pela sua participação na película.

Who's seen the crawling eye???

Who’s seen the crawling eye???



Marcos Brolia
Marcos Brolia
Jornalista, editor e idealizador do 101HM, é fanático por filmes de terror (ah, vá!) desde que se conhece por gente, dos classudos aos mais bagaceiras. Adoraria ter um papo de boteco com H.P. Lovecraft e virar um shot toda vez que ele falasse a palavra “indizível”.

4 Comentários

  1. […] da Universal que também foi responsável por outros clássicos do período para o estúdio, como: A Ameaça que Veio do Espaço, O Monstro da Lagoa Negra e […]

  2. […] B dos anos 50 são seus títulos. Depois de It Came from Outer Space, que aqui ganhou o título de A Ameaça que Veio do Espaço, agora temos o It Came from Beneath the Sea, que no Brasil foi traduzido com um título tão […]

  3. […] transmissão radiofônica de A Guerra dos Mundos, foi responsável pela produção de filmes como A Ameaça que Veio do Espaço, O Monstro da Lagoa Negra, Guerra Entre Planetas e Tarântula, entre outros, que ajudaram a também […]

  4. Assisti este filme. O 1º filme de ficção cientifica em 3ª dimensão, um marco para aqueles tempos!!Eletrizante do começo ao fim!!! – Marcio”Osbourne” Silva de Almeida/Jlle-SC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *