691 – Prova Final (1998)

faculty-poster

The Faculty

1998 / EUA / 104 min / Direção: Robert Rodriguez / Roteiro: Kevin Williamson; David Wetcher, Bruce Kimmel (história) / Produção: Elizabeth Avellan, Robert Rodriguez (não creditado); Tamara Smith-Zimmerman (Produtora Associada); Bob Weinstein, Harvey Weinstein (Produtores Executivos) / Elenco: Jordana Brewster, Clea DuVall, Laura Harris, Josh Hartnet, Shawn Hatosy, Salma Hayek, Famke Janssen, Piper Laurie, Elijah Wood, Robert Patrick

 

Eu gostava TANTO de Prova Final quando era um moleque. Lembro de ter assistido em VHS e ter simplesmente adorado o filme de Robert Rodriguez. Mas há sentimentos que não duram com o tempo, não é?

Bom, Prova Final é um filme de adolescente e exigir o mesmo tratamento a ele quando se tem mais de trinta, é impossível. E só revendo-o depois de tanto tempo que eu vejo que ele parece ter sido feito sob medida para aquele final dos anos 90, mais um investimento dos irmãos Bob e Harvey Weinstein, mais um roteiro escrito por Kevin Williamson, o sujeito que escreveu Pânico e Eu Sei o que Vocês Fizeram no Verão Passado, mas uma trama se passando num high school cheio dos estereótipos com seus mais de vinte anos e tudo mais.

Mas há aí algumas sacadas que tornam o filme mais interessante para os mais velhos como eu, e a principal é que na verdade ele é uma grande homenagem de Rodriguez e Williamson ao cinema de ficção científica, que hoje se vê muito mais claramente do que quando se tem 17 anos e está interessado no fato dos professores terem sido tomados por alienígenas (afinal, me diga se você NUNCA achou que algum dos seus professores esquisitos era de outro planeta) e dos conflitos adolescentes entre os populares e os rejeitados da escola.

A Sociedade dos Alunos

A Sociedade dos Alunos

A batelada de filmes e livros de sci-fi citados, homenageados, plagiados, inspirados e por aí vai é altíssima. Vai de ET – O Extraterrestre, a Vampiros de Almas (obviamente a maior influência – tirando o discurso da alegoria comunista que não se encaixa mais), passando por Homens de Preto, Arquivo X e até Independence Day. Spielberg, Lucas, Sonnenfeld são tidos como alienígenas em uma elucubração das teorias da conspiração que aqueles jovens tentam confabular, e que todos os filmes estão aí para preparar o terreno para uma invasão, fazendo a massa acreditar que tudo não passa de ficção. Boa!

Isso é BEM legal em Prova Final. Porque de resto são aqueles xóvens de arquétipos manjados (porém propositais, acredito eu) e com um finalzinho realmente dos mais ridículos, com o personagem nerd ficando com a gata do colégio, o traficantezinho desajustado virando herói e bom moço, a lésbica que não fazia amigos e se dizia homossexual para afastar as pessoas ficando com o principal jogador do time, que abandona os esportes para se concentrar nos estudos. É tipo como se o Clube dos Cinco tivessem que lidar com alienígenas.

Alienígenas esses que chegam ao nosso planeta na forma de um parasita que se instala pela orelha das pessoas, começando pelo treinador linha dura do time, Joe Willis (Robert “T1000”Patrick), passando pela diretora, Valerie Drake (Bebe Nuwirth), o professor de ciências Edward Furlong (Jon Stewart), a professora de inglês Elizabeth Burke (Fanke “Jean Grey” Janssen) e a enfermeira, Rosa Harper (Salma “Satanico Pandemonium” Hayek – ei, é um filme do Robert Rodriguez, né?), que precisaram beber muita água para evitar uma rápida desidratação.

Mas só chove, chove...

Mas só chove, chove…

Entre os alunos que farão parte da resistência e descobrirão os maléficos planos de dominação de uma cidade toda estão o geek que sofre bullying, Casey Connor (Elijah “Frodo Bolseiro” Woods) a editora bitch do jornal do colégio e cheerleader Delilah Prfitt (a filha de brasileira, Jordana “Mia Toretto” Brewster), a tal lésbica-não-lésbica sem amigos vidrada em ficção científica, Stokely Mitchell (Clea DuVall), o brilhante porém dealerzinho e desajustado Zeke Tyler (Josh “Ethan Chandler” Hartnet), o capitão do time de futebol com problemas existenciais, Stan Rosado (Shawn Hatosy) e a recém-chegada de Atlanta, Marybeth Louise Hutchinson (Laura Harris), que se sente deslocada, uma estrangeira, uma hã, alienígena na nova escola (viu o que fiz aqui?).

Mas com certeza o ponto mais excêntrico de Prova Final é como os alienígenas passam a ser derrotados. Com drogas! É isso mesmo. Zeke criou um novo tipo de alucinógeno que vem dentro do tubo de uma caneta Bic que você aspira e fica doidão. É uma droga que desidrata rapidamente o organismo e por isso, letal para os extraterrestres. Há uma cena, óbvia homenagem a O Enigma de Outro Mundo de John Carpenter, onde envoltos na paranoia de quem ali é um terráqueo de verdade e quem é um impostor, devem fazer um teste e nisso consiste cheirar o bagulho. Vejam só se em alguma esfera da sociedade civil desse Século XXI ditado pelos acontecimentos do pós 11 de setembro, algum filme colocaria adolescentes descaradamente usando dorgas para sobreviver e essa seria a arma contra os invasores espaciais?

E adivinha quem assina os efeitos especiais das criaturas do filme? Se você disse Robert Kurtzman, Greg Nicotero e Howard Berger, ganhou um picolé de limão (hipotético, é claro). Afinal os bros da KNB EFX Group dominavam o cinema de terror naqueles finais de anos 90, e ainda são até hoje os melhores no que fazem. Mas o CGI também está datado. Só para constar. Prova Final é um filme para aquela pegadinha adolescente do final dos anos 90, que se você a viveu como eu, e curtiu o filme, vale pelo saudosismo e por todas as referências/ homenagens ao sci-fi.

Alien pool party

Alien pool party

Serviço de utilidade pública:

O DVD de Prova Final está atualmente fora de catálogo.

Download: Torrent + legenda aqui.


Marcos Brolia
Marcos Brolia
Jornalista, editor e idealizador do 101HM, é fanático por filmes de terror (ah, vá!) desde que se conhece por gente, dos classudos aos mais bagaceiras. Adoraria ter um papo de boteco com H.P. Lovecraft e virar um shot toda vez que ele falasse a palavra “indizível”.

8 Comentários

  1. Leonardo disse:

    Vi no cinema e acho muito bom, pegaram INVASORES DE CORPOS e enfiaram em PÂNICO! Cheio de suspense e divertido do começo ao fim, trilha sonora 5 estrelas também.

  2. Papa Emeritus disse:

    Eu acho que vi esse filme no cinema. Mas não lembro direito.

  3. alucardcorner disse:

    Que clássico (mauzinho), esse filme ai só me faz lembrar de esta música

    https://youtu.be/eBIzHB2gMLI

  4. Germano disse:

    Vou rever agora, pois eu assisti há muito tempo que passou na Tela Quente, da Globo.

  5. Matheus L. CARVALHO disse:

    Legal, Marcão!

    Achei que não iria postar esse filme!

    Gosto dele pra caramba – um filme legal e original!

    Da época em que o Kevin Williamson estava no auge – hoje em dia, trabalha na série “The Vampire Diaries”. Antes, escreveu “Amaldiçoados”, dirigido pelo Wes Craven. É um filme bacana, mas, hoje em dia, ele está envolvido com essa série pra adolescente…
    Uma pena…

    • Leonardo disse:

      Concordo, acho que depois da trilogia PÂNICO, esse é o mais interessante terror teen da década de 90. Embora eu também goste muito de EU SEI O QUE VOCÊS FIZERAM NO VERÃO PASSADO e HALLOWEEN H20. Abraços.

  6. Matheus L. CARVALHO disse:

    PROVA FINAL é legal pra c—!!!!!!!!

  7. […] como Eu Sei o Que Vocês Fizeram no Verão Passado, Halloween H20 – Vinte Anos Depois e Prova Final, entre […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: