Bibliofobia #54 – Medos Aleatórios

Geraldo de Fraga “Toca o Terror” em seu novo livro

Medos Aleatórios é o segundo livro do escritor pernambucano Geraldo de Fraga. O autor, um dos principais nomes da cena do horror de Recife, lançou anteriormente o seu Historias que Sangram e participou de antologias como os dois volumes de Narrativas do Medo e A Maior Pequena Cidade do Mundo em Linha Reta, mas é mais conhecido dos fãs do gênero por ser uma das mentes por trás do site e podcast Toca o Terror, onde o autor também publica críticas de filmes de terror.

Sua mais recente obra, Medos Aleatórios, publicada pela Editora Badoque e financiada através do Catarse, é uma viagem pelos mais diversos estilos do horror em uma antologia que traz dez contos que vão do “found footage” satânico ao culto lovecraftiano, passando por zumbis, vampiros e monstros lendários e folclóricos, sem nunca deixar de lado a raiz de sua paixão pelo gênero forjada na tradição oral de Recife, a cidade mais assombrada do Brasil.

Logo de cara, a característica mais marcante da obra de Geraldo de Fraga é a capacidade de surpreender o leitor ao longo de seus contos. Você nunca sabe aonde a leitura vai te levar. Em Medos Aleatórios, uma história sobre um jornalista perseguido pela ditadura, um conto sobre um autor buscando refúgio em um condomínio no litoral para se livrar de um bloqueio, a missão de um policial infiltrado em uma família criminosa, nada disso é o que se imagina logo de cara.

Este envolvimento do leitor de tal maneira que ele se surpreende sempre é um dos melhores pontos de Medos Aleatórios. A escrita de Geraldo de Fraga é fluida e a linguagem acessível dá aos textos um aspecto de história contada à beira da fogueira, e familiaridade que permite a leitura numa tacada só. Mesmo os momentos mais densos e pesados são tão bem construídos que o leitor passa por eles como num passeio pelo trem fantasma daqueles parques de diversão das cidadezinhas do interior.

Como toda antologia, alguns contos são melhores do que outros, mas Medos Aleatórios se sobressai como uma coletânea bastante homogênea em qualidade e diversificada em estilos. Os grandes destaques ficam para Silas, um conto de humor negro sobre as histórias envolvendo um mítico estivador e um desastroso assalto à sua casa; Falta de Sol, sobre um jornalista perseguido pela ditadura que acaba dividindo seu esconderijo com uma bizarra figura; e o ótmo Yaoguai, uma aventura de horror em um bairro chinês na melhor tradição “johncarpenteriana”.

Ao final da leitura, fica evidente o talento de Geraldo de Fraga como contador de histórias de terror. A facilidade com que ele passeia pelos mais diversos subgêneros do horror mostram uma criatividade e repertório únicos que, unidos a seu trabalho com o cinema de gênero no Toca o Terror, aproximam Medos Aleatórios daquela prateleira no fundo da locadora com aquela etiqueta com os dizeres “horror” onde cada fita trazia uma história única e divertida que nos dava medo e entretinha ao mesmo tempo.

Compre o seu direto com a editora AQUI.

Ficha Técnica:
Título: Medos Aleatórios
Autor: Geraldo de Fraga
Editora: Badoque
Ano: 2018
Páginas: 150
ISBN: 978-85-923703-2-9
Preço: R$ 30,00


Rodrigo Ramos
Rodrigo Ramos
Designer, roteirista das HQs Carniça e Lama, coautor dos livros Medo de Palhaço e Narrativas do Medo 1 e 2. Fã e pesquisador de quadrinhos e cinema de horror. Tem mais gibis em casa do que espaço pra guardar e tempo pra ler, mas quem nunca?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: