HQRROR #48 – RageMoor

A epopeia gótico-cósmica de Richard Corben e Jan Strnad


Uma das coisas fundamentais para a criação de uma boa revista em quadrinhos é uma dupla criativa, roteiro e arte, que funcione. A parceria entre o cara que escreve e o cara que desenha tem que ser sólida e duradora. Lee e Kirby criaram um universo todo com base em uma parceria que funcionava, problemas de bastidores à parte, onde a ideia de um complementava a ideia do outro e assim algo único e novo ganhava forma. E dentre as mais lendárias parcerias dos quadrinhos, a dupla formada por Jan Strnad e Richard Corben é uma das mais prolíficas e certeiras.

Corben começou sua carreira em 1970, escrevendo e desenhando histórias de horror para revistas como as lendárias Creepy e Eeerie, até que em dezembro de 1971, ilustrou uma HQ para a primeira edição da revista independente Fantagor, na edição seguinte, Corben se encarregou de ilustrar a primeira HQ profissional de um iniciante Jan Stranad. E logo de cara funcionou resultando em mais de duas dezenas de trabalhos juntos. Em sua grande maioria, de terror. E é o mais recente, embora originalmente lançado pela Dark Horse em 2012, trabalho desta dupla que a MINO trouxe para o Brasil como continuidade da sua importantíssima tarefa de resgatar a obra de Corben no país.

Tarefa esta que foi iniciada de maneira soberba pelo acachapante Espíritos dos Mortos, onde Corben adapta diversas obras de Edgar Allan Poe para os quadrinhos, e que foi publicado pela MINO no ano passado. Afinal um dos mais importantes artistas vivos e em atividade dentro dos quadrinhos do horror, mais conhecido dos leitores brasileiros por suas incursões no mundo dos super-heróis adultos como Hellboy, de Mike Mignola e Banner, em parceria com Brian Azzarello, permanecia com suas clássicas histórias de horror relegadas à memória dos leitores mais velhos que acompanhavam a revista Kripta.

Ragemoor conta a história de um castelo e sua sinistra influência na vida na vida daqueles que o habitam. Nascido no espaço e alimentado com sangue e almas, Ragemoor é um castelo vivo que age como fortaleza, guardião e prisão daqueles que habitam suas entranhas. Uma história com fortes influências de dois dos maiores mestres da literatura fantástica, Edgar Allan Poe e H. P. Lovecraft, misturando a desesperança e amores trágicos à loucura e o absurdo do horror cósmico em um quadrinho que, com toda a certeza, figurará entre os melhores do ano dentro do gênero publicados no Brasil.

O roteiro de Strnad consegue transitar pelo absurdo e a ironia com pitadas de humor negro, sem nunca perder o aspecto terrível e assustador do conceito de se habitar um castelo vivo que se alimenta de seus habitantes, e ainda há espaço para algumas críticas ácidas à aristocracia escondidas aqui e ali. Tudo isso, é claro, ilustrado pela pena precisa e inconfundível de Richard Corben. Seu traço, de proporções estranhas e sombras marcantes, casa perfeitamente com o texto, criando o ambiente ideal para a loucura e desesperança e dando vida à mitologia bizarra proposta por Strnad. O que este homem consegue fazer com luz e sombra é coisa de cinema!

A edição da MINO é luxuosa, com papel couchê e capa dura, mas peca pela ausência de um texto introdutório para ambientar melhor o leitor, e pelo preço pouco convidativo, embora não seja difícil de se encontrar a edição por aí com bons descontos. De qualquer forma, Ragemoor é mais uma belíssima edição ao impecável e diversificado catálogo da editora e uma obra imprescindível na biblioteca de qualquer apreciador do bom horror em quadrinhos que queira se aventurar pelos corredores escuros e sinuosos do castelo da insanidade.

Ficha técnica:

ISBN: 978-8569032335

Páginas: 120 (preto e branco)

Formato: 26,2 x 17 x 1,4 cm

Autores:  Jan Strnad, Richard Corben

Preço de capa: R$ 59,90


Rodrigo Ramos
Rodrigo Ramos
Designer, roteirista da HQ Carniça, coautor dos livros Medo de Palhaço e Narrativas do Medo. Fã e pesquisador de quadrinhos e cinema de horror. Tem mais gibis em casa do que espaço pra guardar e tempo pra ler, mas quem nunca?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: