TOPE NOVE – Necrotérios


Hoje  A Autópsia é finalmente lançado nos cinemas nacionais e, para que você se adeque àquele clima pesado e tenso de necrotérios e afins, segue aquele TOPE NOVE macabro para que conheça mais filmes sobre a temática. Se prepare para a necropsia e cuidado ao adentrar na sala fria, úmida e mais temida por todos nós.

9) Mortuária (Mortuary – 2005)

Tobe Hooper não desiste nunca, e aqui nos brinda com um filme que de tão inepto e ruim se torna bom e assumidamente trash. O que esperar de uma história que gira em torno de uma pequena família, que, com o clichê de ter passado por problemas pessoais, se muda para uma cidadela brucutu e de quebra mora em uma antiga casa mortuária, reativando o local para ganhar um dinheirinho? Com certeza situações impensáveis, mortes gráficas e diversão garantida!

Diga olá para os mortos-vivos!

Diga olá para os mortos-vivos!

8) Eu Não Sou Um Serial Killer (I Am Not A Serial Killer – 2016)

Um jovem que ajuda sua família nos trabalhos com corpos em sua casa, transtornado e com tendências psicóticos se vê em meio à um mistério em que um assassino está fazendo a limpa geral em sua cidade, logo ele que pensava ter aptidões para se tornar um serial killer. Ótimo filme!

Stalkeando o assassino

Stalkeando o assassino

7) Aftermath (Utóhatás – 1994)

Se você tem estômago forte pra aguentar um filme pesado, este com certeza será prato cheio! Polêmico média metragem espanhol em que um homem, durante seu trabalho no necrotério, começa a fazer algumas atrocidades com os corpos ali disponíveis. Tenso!

Vai uma costela aí? Tá mal passada!

Vai uma costela aí? Tá mal passada!

6) Além da Vida (After.Life – 2009)

Interessante thriller que conta a história de uma moça que, após um acidente de carro, acorda deitada numa maca e percebe que, na verdade, estão preparando seu funeral! Liam Neeson e Justin Long estão presentes, mas quem rouba a cena é com certeza a Christina Ricci e sua beleza incondicional nesta peculiar película não tão conhecida.

Não é porque tem um buraco na minha cabeça que estou morta ¬¬

Não é porque tem um buraco na minha cabeça que estou morta ¬¬

5) Trilogia do Terror (Body Bags – 1993)

Este clássico do terror consegue reunir ninguém mais ninguém menos que John Carpenter, Tobe Hooper, Wes Craven, Sam Raimi, Tom Arnold, Stacy Keach, Mark Hammil e outros nomes conhecidíssimos do cinema fantástico para uma divertidíssima antologia que tem seu pano de fundo se passando em um necrotério. Destaque para Carpenter que apresenta os segmentos e formas mais inusitadas de morrer.

O amor é lindo, não?! NÃO!

O amor é lindo, não?! NÃO!

4) Perigo na Noite (Nattevagten – 1994)

Inteligente thriller escandinavo que conta a história da primeira noite de um estudante de direito, interpretado pelo futuro Jamie Lannister,,que para ajudar nos custos da faculdade, se torna vigia num mortuário e que começa a testemunhar estranhos acontecimentos quando algumas prostitutas, vítimas de um serial killer, começam a chegar no local. Mas e se ele for o próprio assassino?

Vamos fazer um corte moderno?!

Vamos fazer um corte moderno?!

3) Camisa de Força (The Jacket – 2005)

Adrien Brody vive um veterano da guerra do Golfo que está internado numa clínica para doentes mentais a fim de tratar e curar sua amnésia, resultado de uma bala que tomou na cabeça. O problema é que os métodos usados pelo doutor não são nada ortodoxos: colocá-lo numa camisa de força e trancá-lo numa gaveta para corpos do necrotério da instituição é um tanto quanto exagerado, mas também pode trazer alguns benefícios e poderes antes desconhecidos.

Eita que essa suadeira não para!

Eita que essa suadeira não para!

2) A Volta dos Mortos-Vivos (The Return of the Living Dead – 1985)

Clássico zumbi atemporal dirigido por Dan O’Bannon conta a história de um grupo de sobreviventes que ficam enclausurados onde? Num necrotério, e se vêm obrigados a lutarem por sua vidas depois que alguns mortos-vivos retornam de suas tumbas para devorarem seus cérebros. Obrigatório!

To com o corpo leve não sei por que... Acho que é por causa da Bonafont

To com o corpo leve não sei por que… Acho que é por causa da Bonafont

01) Re-Animator – A Hora dos Mortos-Vivos (Re-Animator – 1985)

Um dedicado estudante de medicina chamado Herbert West possui um objetivo: criar uma fórmula capaz de reanimar cadáveres. Com que propósito? Instaurar o caos! Stuart Gordon tem sua estreia no cinema com um divertido filme baseado num conto de H.P. Lovecraft e com atuação memorável do até então desconhecido Jeffrey Combs.

Só queria um beijinho

Só queria um beijinho


Guilherme Lopes
Guilherme Lopes
Mineiro de nascimento e paulista de criação, vê nos filmes de terror e afins a diversão e bode expiatório para não cometer atrocidades na vida real. Não se engane com sua carinha de anjinho: ele não rebobinava as fitas antes de devolver à locadora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: