TOPE NOVE – Melhores de 2018 por Daniel Rodriguez

Se você esteve ligado aqui no 101 nas últimas semanas, com certeza se esbaldou nas listas e textos fazendo a retrospectiva do cinema de horror em 2018. Opiniões diversas e divergentes são a chave para apreciar, descobrir e redescobrir filmes que muitas vezes nos passam despercebidos. Fora alguns títulos recorrentes como Hereditário, A Casa do Medo: Incidente em Ghostland e A Mata Negra, as escolhas dos nossos redatores variaram bastante em títulos e posições.

Com isso em mente – e já tendo adiantado no apanhadão do ano que Hereditário é o meu primeiríssimo colocado, seguido por Aniquilação e Mandy – optei por um TOPE NOVE inteiramente de esnobados. Isso mesmo, 2018 foi um ano tão incrível para o ano que, para além dos VINTE E CINCO títulos que tiveram um espaço garantido entre os redatores, existem outros vários merecedores de destaque e atenção.

E aqui é o lugar deles.

9 – Tumbbad

Para dar o pontapé inicial, recomendo um pulinho da Índia para conhecer o conto folclórico Tumbbad. Apesar de possuir alguns elementos estranhos típicos indianos, como o acréscimo de música em meio a narração, a qualidade estética enche os olhos, assim como a peculiaridade da história, inteiramente particular aquele país e sem nenhum equivalente por aqui.

Golimar!

8 – O Segredo de Davi

Não apenas um ano fora da curva, mas também o ápice do cinema de horror brasileiro, 2018 nos reservou surpresas em todos os gêneros. O Segredo de Davi ataca no universo dos serial killers, com uma obra visualmente maravilhosa e um psicopata brazuca de primeiríssima linha.

Tô fazendo vídeo pro canal do YouTube

7 – Boarding School

Grata surpresa com que me deparei após desconsiderar o pôster horroroso que anda perambulando por aí. Uma história envolvente e efetiva, que guarda reviravoltas aqui e ali, marcada por personagens curiosos e com potencial para gerar uma sequência em torno das perturbações dos mesmos.

O melhor filme de terror em um internato de 2018

6 – The Witch in the Window

Curioso para assistir A Maldição da Residência Hill, mas com medo de passar dez horas preso à série original Netflix? Sua solução é esse filme de outro serviço de streaming, o Shudder. Com menos de 1h20 de duração, The Witch in the Window entrega uma atmosfera e sustos de maneira igualmente minimalista e efetiva.

Vamos falar sobre Bird Box?

5 – Errementari: O Ferreiro e o Diabo

Para quem quiser fugir do centrismo norte-americano, o país Basco é outra opção viável, por nos agraciar com esse conto de fadas incrível, que traz imagens medievais de demônios e inferno em uma história tradicional da região. Uma experiência bem sui generis, assim como Tumbbad.

Pegou no pulão

4 – O Culto

O último longa da dupla Justin Benson e Aaron Moorhead é uma sequência indireta de seu primeiro longa, Resolution. A fita traz todo tipo de loucura metafísica e metalinguística dentro de uma seita que venera entidades extraplanares, sempre com a pegada original da dupla.

Assistir uma fita estranha nunca fez mal a ninguém

3 – Unfriended: Dark Web

Sai de cena o espírito vingativo que atua nas redes sociais, entra a maldade humana em seu esplendor cruel. Uma sequência que mais se aproxima de The Den do que de Amizade Desfeita, coloca personagens incautos que se metem na deep web em contato com uma rede de tráfico humano e filmes snuff com desdobramentos assustadores, do tipo que nos faz ter medo de entrar na net.

Nossa achei tão Black Mirror

2 – One Cut of the Dead

Achou que filmes de zumbi e found footage estavam saturados? Achou errado, otário! Essa obra-prima japonesa é um dos filmes mais divertidos do ano, independente do gênero no qual se encontra. É uma verdadeira aula de cinema e um baita exercício de criatividade aplicada. Absolutamente obrigatório.

Comédia de zumbis já tá batido? Peraí então!

1 – Aterrados

Atravessando o Oceano Pacífico, do Japão para a Argentina, eis o primeiríssimo colocado entre os esnobados. O único dos quase setenta lançamentos de 2018 que assisti e que se aproximou de me assustar tanto quanto Hereditário. A fita pega vários elementos comuns ao horror sobrenatural americano e faz um enxerto de grotesquidão e monstruosidades aterradoras.

Atrasado pra pegar o busão


Daniel Rodriguez
Daniel Rodriguez
Formado em psicologia, professor, futuro roteirista e fã incondicional do terror, tanto no cinema, quanto na TV, literatura e quadrinhos. Mais que estudar o gênero, quer ser um historiador do horror para sua geração e futuras. E ao contrário do estereótipo do mineiro quieto, adora alimentar uma treta.

5 Comentários

  1. Nic disse:

    se Aterrados “aproximou de assustar tanto quanto Hereditário” e Hereditário é o primeiro, então Aterrados deveria ser o segundo na outra lista, oras. ou então não estamos falando de filmes de terror.

    Essas listas de internet classificadas por critério de hype pfff…

    • Daniel Rodriguez Daniel Rodriguez disse:

      Cara, existem diversos critérios que definem a qualidade de um filme… Se eu fizesse uma lista intitulada “filmes mais assustadores do ano”, faria todo sentido do mundo ‘Aterrados’ estar em segundo lugar. Porém na minha listagem, vários outros fatores são contados, incluindo roteiro, fotografia, direção e montagem, não apenas a quantidade de sustos e o medo que eu senti, especialmente considerando que isso é a parte mais subjetiva do gênero. Para além dos sustos, filmes de terror também são obras cinematográficas completas e o meu critério de avaliação se baseia nisso, e não no “hype”, se é que esse seu último comentário fez qualquer sentido para além de provocação.

  2. Nic disse:

    “TOPE NOVE inteiramente de esnobados”

    • Daniel Rodriguez Daniel Rodriguez disse:

      Pois continue o resto da frase:
      “optei por um TOPE NOVE inteiramente de esnobados. Isso mesmo, 2018 foi um ano tão incrível para o ano que, para além dos VINTE E CINCO títulos que tiveram um espaço garantido entre os redatores, existem outros vários merecedores de destaque e atenção.”

      Ou seja… filmes que não apareceram nas listas dos outros colaboradores do site…

  3. Nic disse:

    Enfim, Aterrados é um excelente filme mesmo. Parabéns pela primeira posição.

Deixe uma resposta para Daniel Rodriguez Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: